segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Autorama Tatuapé – Carrão




No sábado acordei a fim de assistir um filme de terror. Resolvi ir assistir Possessão.
Me arrumei e sai para pegar o busão. Acordei um pouco tarde e acabei pegando o busão mais tarde que o de costume. 


Sempre que me atraso, acontece alguma coisa boa. Tomei o ônibus e quando cheguei no terminal do bairro, tive que pegar outro para a estação de trem. Então, acabei sentando ao lado de um carinha de pernas grossas e peludas. Era um moreno bem bonitinho. 

Durante a viagem, seus pelos se enroscavam aos meus. Foi muito prazeroso. Pena que não posso andar o tempo todo de bermuda.



Peguei o trem e fui a viagem toda escutando música e lendo uma revista. O tempo passou rápido. Quando vi, estava na Barra Funda. Resolvi ir até o Shopping Tatuapé. Fiquei um pouco chateado porque os filmes que queria ver eram dublados. Então desisti de assistir.



Lembrei de um site em que um cara fala de uma praça perto da estação Carrão, onde rola uma festa de cócegas nos pés. Fiquei curioso para ver. Procurei o tal de autoramas, mas só achei uma praça em reforma que tinha um kart. 

Enquanto procurava, avistei muitos carinhas de bermudas e chinelo. A maioria tinha pernas grossas e peludas. Passei por várias praças na região do metrô Carrão, mas só encontrei um casal de lésbicas e um casal hetero. 

Não sei se foi o frio e a garoa fina que assustou o pessoal.
Depois voltei para o Shopping e dei mais um role. Fui ao banheiro e vi um carinha secando o pau do outro no mictório. Lavei as mãos e me mandei. Peguei metrô e depois o trem. Quando entrei no trem, sentei no chão perto de um carinha. 

Notei que ele tinha deixado cair sua chave. Então peguei e dei para ele. Quando entreguei, senti sua mão grossa e macia. Estava bem quentinha. Sentei ao lado dele e reparei que ele estava de bermuda. Dobrei as pernas e meu joelho encostou uma hora em sua perna macia e quente. Pena que ele não tinha muitos pelos.


Cheguei em minha cidade e tomei o busão.
Quando entrei, um carinha ficou em pé ao meu lado. Tinha pernas grossas, morenas e peludas. Deu uma encostada de leve em minha perna direita. Senti até um calafrio.


Quando fui escrever esse post, entrei na internet e descobri que o autora só funciona a noite. São carros que rondam as ruas perto do metrô com caras que curtem pés e pegação.  


Queria muito ver essa festinha de cócegas.
Se alguém tiver a fim de fazer essa festinha de dia, me avise.


Beijos nos pés!