terça-feira, 19 de junho de 2012

Marco Pigossi

Com apenas 22 anos, esse paulistano gosta de fazer tudo muito certinho e jura ser nada vaidoso.


Apesar de não estar nem aí para o que pensam dele, o ator criou uma conta no Twitter (@marcoMarco1) só porque se irrita com os perfis falsos. Também se incomoda com as informações erradas que circulam na internet sobre sua carreira, como ter trabalhado no SBT e na Record.


Marco estreou na TV em 2004, como o estudante Dráuzio da minissérie global Um Só Coração. De lá para cá, esteve no elenco de mais uma minissérie e quatro novelas, todas na Globo. Seu primeiro papel de destaque foi o Cássio, de Caras & Bocas, um gay que ganhou as graças do público com os bordões “choquei” ou “rosa-chiclete”.


Sem contar o corpo, esculpido com a ajuda da natação. O ator chegou a nadar profissionalmente quando adolescente. O esporte ficou para trás, assim como a fase de pegador. Afirma que é um cara tranquilo, caseiro e que sempre teve namoros longos.


Atualmente ele se considera um “solteiro convicto”. O gato nunca namorou atriz e prefere mulheres que façam algo bem diferente dele. Se sente um cara curioso, que gosta de descobrir as coisas. Além disso, dispensa a beleza óbvia, que descreve como sendo “a loira, de olhos claros e gostosona”. Para ele a mulher tem de ter um quê.

É do tipo de homem que abre a porta do carro e carrega as sacolas do supermercado. Gosta de cuidar, dirigir para a amada, ajudar a escolher o carro que vai comprar, fazer a revisão, consertar coisas. Apesar de parecer um romântico à moda antiga, ele não é nada conservador quando o assunto é sexo. Não vê empecilho em transar na primeira noite, por exemplo. Não procura tachar a mulher de fácil, caso role um clima entre eles.

Para ele, sexo não é tudo em uma relação, mas é bem importante. Porém, se a química não surgir de primeira, tudo bem. Ele acredita que vai aumentando conforme o casal vai se conhecendo melhor. Suas melhores transas sempre foram com namoradas. Acredita que sexo inesquecível precisa ser com intimidade.

 
Adora estar apaixonado e já fez loucuras por amor. Viajou para Nova York de surpresa, só para passar uma noite com uma namorada no aniversário dela.

No momento, anda focado na carreira e afirma que sua vida sentimental está em stand by. Trancou até a faculdade de cinema para vivenciar o personagem do momento que exige muito dele.


No pouco tempo livre que resta, gosta de correr na praia quando está no Rio e aproveitar os cinemas e teatros de São Paulo. Ele mora nas duas cidades e vive fazendo a ponte aérea.


Tem uma coleção colorida de tênis All Star em seu armário. Um deles foi comprado branco e customizado por ele mesmo.

Herdou do pai motoqueiro, o gosto por motos. Enfrenta engarrafamentos de São Paulo com sua scooter que cabe em qualquer canto.

 
Gosta de receber os amigos em sua casa e cozinhar. Sua especialidade é risoto de qualquer coisa, já que pega o que tiver na geladeira para montar o prato.

Ler é uma de suas paixões. Em sua casa, há uma estante com mais de mil títulos. Seu preferido é Grande Sertão Veredas, de Guimarães Rosa.


Pena que não assisto novela, porque acho esse cara um tesão! Além do mais, ele tem pés lindos!

Fonte: Revista Nova, 01/2012

Beijos nos pés!