segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Os Escolhidos


Na sexta não tinha nada de bom para ver na TV e acabei indo dormir cedo. No sábado acordei e fiz toda minha maratona rumo a Sampa. Tomei banho, comi e antes de sair, dei uma olhada na programação de filmes.

Queria muito assistir o filme de terror chamado Os Escolhidos. A maioria dos cinemas o horário era depois das seis, e eu queria ir assistir o show de rock na Galeria Olido. 

Então, com muita busca pela internet, achei o filme que queria legendado e em um bom horário. Parti rumo ao Shopping Santa Cruz.




Normalmente eu vou pelas proximidades do centro ou da Barra Funda, mas pelo menos iria conhecer um shopping novo.

Tomei meu busão até o terminal do bairro e fui em pé perto da porta do fundo. Perto de mim foi um carinha de bermuda que tinha umas belas pernas. Pena que não esbarrou em mim.






Chegando no terminal do bairro, tomei outro para o terminal central. Logo que cheguei, veio outro para o terminal da estação de trem. Estava muito quente e tinha muitos carinhas de bermuda. Pena que todos estavam de tênis.

Tomei o trem rumo a São Paulo. O trem não foi muito lotado. Fui lendo uma revista e escutando música da Avril Lavigne e Heavy Metal.






Chegando na Barra Funda, tomei o metrô para Santa Cruz. Vi muitos carinhas bonitos. Na entrada do shopping, quase esbarrei com uns gringos.



Logo que entrei, notei uns cartazes com um carinha muito lindo. Parei para olhar o solão macio do cara. 







Percebi que já tinha postado ele no meu outro blog. Só que ele segurava um livro. Queria saber o nome desse modelo. Adoro os pés dele.

Fui direto para comprar o ingresso do filme. Ainda bem que as poltronas eram numeradas. 

No caminho, subi alguns andares, mas sempre de olho nos cartazes do carinha descalço. Foi uma tentação olhar para cima e ver tantos cartazes com aquelas solas perfeitas. Vou começar a frequentar esse shopping mais vezes.

Depois de comprar o ingresso, passei em uma livraria. Folheei uma revista com o Cory Monteith




Comecei a chorar de EMOção. Algumas pessoas deram depoimentos sobre o quão grandioso ele era. 

A atriz Jane Lynch disse que ele atravessou o país para visitar um menino que estava doente em um hospital. 




Ainda não consigo acreditar que ele se foi. Queria ter dado um beijo nessa bochecha linda! 



Depois de muita EMOção, saí do shopping atrás de alguma coisa para comer. Não tinha nada do meu agrado. 





Passei numa loja de conveniência e comprei água e coisas integrais para comer. 



Voltei para o shopping e fui direto para a sessão de cinema.

Sinopse do filme: A família Barret leva uma vida pacata e tranquila no subúrbio, mas isso começa a mudar quando uma série de estranhos e misteriosos eventos passa a fazer parte de sua rotina. 

A família acaba descobrindo que existe uma terrível e mortal força atrás dela e precisará lutar por sua sobrevivência.

Apesar de não ser em 3D, adorei o filme. Não levei nenhum susto, mas o filme foi muito bom. O fim do filme é bem interessante. 

Assistam que vocês não vão se arrepender. O paizão de família (Josh Hamilton) até que era um gato. Deu para ver os pés dele em algumas cenas.


Dedico o post de hoje ao Cory Monteith.

Beijos nos pés!