quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Ewan McGregor

Ewan nasceu em 31 de março de 1971, na cidade de Crieff, condado de Perthshire, na Escócia. Quando tinha 16 anos, o rapaz foi encorajado pelos pais a abandonar a escola e tentar carreira no teatro. Isso porque eles perceberam que o grande sonho dele era esse e não queriam que ele fosse infeliz.

A primeira vez que vi o Ewan, foi no filme Cova Rasa (1994). Assisti esse filme tempos depois quando passou na TV. Desde então, virei um grande admirador seu. Ainda não vi todos os seus filmes, mas gosto de todos que assisti. Gostei muito do filme Moulin Rouge (2001) em que ele canta, dança e atua. Pessoas assim são especiais. Não são todos os atores que conseguem ter tanto talento.

Fim de semana passado fui para São Paulo. Enquanto procurava por filmes, encontrei uma obra prima do cinema. Se chama O livro de cabeceira. É uma adaptação de um clássico literário japonês do século X, de Sei Shonagon. Uma jovem usa o corpo de seus amantes para escrever e fazer com suas peles seu livro de cabeceira. O enredo explora a relação entre a arte e o corpo humano. Tem um toque de morbidade.


Com uns cinquenta minutos de duração, entra em cena o Ewan. Ele começa a trabalhar com uma escritora de livros. Nisso eles se apaixonam e vivem um grande romance.


O ator aparece nu várias vezes. Tem um corpo lindo! Tem uma cena em que ele faz amor, e dá para ver suas pernas grossas com pelos dourados. Seus pés são tão macios!



Fazem uma posição do Kamasutra em que ela fica virada para os pés dele, e ela começa a acariciar os seus pés com as mãos. Pensei que fosse beijar e dar umas lambidas naqueles pés suculentos. Um banquete para quem gosta da coisa.

Outra cena deliciosa foi quando eles tomam banho. O Ewan fica com os pés e pernas para fora da banheira. Dá para sentir a maciez daqueles pés brancos e rosados. Pés úmidos com gotas de água pingando no chão.

A cena que me fez gozar, foi quando eles estavam jantando e seus pés se entrelaçavam por debaixo da mesa. Sola com sola. Pena que a iluminação estava fraca. Gozei mesmo, de tanto tesão!

De quebra, ele faz sexo com um coroa que edita o livro que é copiado do corpo dele. Em uma cena na cama, os dois se beijam e ficam com as pernas enroscadas. Depois de um abraço e uns beijos, Ewan vira de costas e se encaixa no velho. Muito erotismo!

Não chega a ser um filme pornô, mas é muito sensual. Recomendo e assino embaixo.

Beijos nos pés!