terça-feira, 8 de novembro de 2011

Sexo casual




Devido a correria do dia-a-dia, é cada vez mais natural o sexo sem compromisso. Algumas pessoas não gostam de um relacionamento mais sério, ou então, gostam de diversificar.
A vivência sexual varia de acordo com a pessoa. Entre as variáveis, estão expectativas, valores religiosos e sociais e experiência.

Os jovens de hoje, por estarem mais habituados a "ficar" ou por ainda não pensarem em formar família, lidam melhor com o sexo casual sem culpa ou preocupações com a ligação no dia seguinte.

Independente da idade, é importante estar com a autoestima em dia para transar casualmente. 

Quanto melhor estiver a autoestima e menor a carência, maiores as chances de a aventura sexual ser bem-sucedida.
A ideia do sexo casual é aproveitar o momento. Quando fazemos isso para experimentar e buscar novas formas de prazer, é muito válido.

A oxitocina é um hormônio relacionado à ligação afetiva e é ativado pelo contato físico. Mas nossos hormônios não são os únicos responsáveis pela paixonite pós-sexo. 

Há diversos fatores, tais como, afinidade, personalidade que determinam se iremos ou não nos envolver com um parceiro sexual. O momento da vida pelo qual estamos passando também influencia.

O essencial é estar atento às suas necessidades, sem seguir regras e padrões.
De qualquer maneira, vai aqui algumas dicas saudáveis para quem quer fazer sexo casual:

Sempre use camisinha, não exagere na bebida, não tenha medo de dizer o que curte, evite parceiros do seu local de trabalho, para se preservar de possíveis comentários, abuse das fantasias e dos estímulos, prefira um local neutro, avise um amigo antes de partir para os lençóis com um desconhecido, não se exponha contando detalhes de sua vida pessoal, e viva o momento sem expectativas futuras.
Se for fazer sexo casual com um amigo, cuidado! A proximidade aumenta as chances de despertar outros sentimentos.
No sexo casual, ambos estão em busca de prazer!

Beijos nos pés!