segunda-feira, 18 de junho de 2012

Exposição "O Beijo"

No sábado acordei e ainda não tinha decidido para onde ia. Me atrasei na hora de sair e perdi o busão do horário de costume. Foi bom porque fui a viagem toda com um gordinho que mora no meu bairro. Ele estava de bermuda e com o seu skate. Não sei para onde ia.


Chegando no terminal do bairro, ia tomar o Expresso que vai direto para o terminal central da minha cidade, mas quando avistei o moreno, decidi pegar o mesmo ônibus que o dele. Fui sentado no banco detrás ao dele. Tentei fotografar, mas a imagem não ficou boa. Devia ter ido em pé do lado dele. Quem sabe não teria dado umas esfregadas naquelas pernas peludas.

Entraram muitos machos de pernas grossas e peludas. Do jeito que eu gosto. Mas não teve jeito de fotografar. Tinha duas meninas do meu lado que iam perceber eu tirando as fotos, e eu iria ficar muito sem graça. Ainda não passei desse nível. Prefiro me conter.

Peguei o trem e fui lendo uma revista e escutando uma música, como de costume. Não reparei muitos nos machos em minha volta.

Quando cheguei na Barra Funda, decidi ir no Shopping Tatuapé para comprar a segunda temporada do “The Vampire Diaries”.


Passei numa loja para comprar água e coisas para comer. Enquanto olhava uns CDs, aproximou-se de mim um carinha bem bonitinho. Tinha umas perninhas lindas! Não resisti e bati uma foto enquanto estávamos na fila para pagar.


Vi muitas pernas bonitas, mas não deu para tirar nenhuma foto. Fui em apenas uma loja grande de esportes, para comprar uma palmilha de sapato, mas não vi nenhum carinha experimentando tênis. Apenas algumas mulheres. Queria trabalhar numa loja masculina de sapatos. Ficar o dia todo olhando pés masculinos deve ser demais!


Fui na livraria e comprei algumas revistas. A temporada que eu queria comprar havia acabado. Espero que consiga comprar para assistir, porque o Ian Somerhalder vem aqui no Brasil! Queria vê-lo de perto. Deve ser muito lindo! Às vezes pareço uma adolescente tiete. Quase comprei uma revista de meninas com o Ian na capa. Talvez ainda compre. Quem sabe não tem uma foto dos pés dele.


Passei numa exposição chamada “O Beijo”. Eram esculturas em bronze feitas por Margarita Farré. Enquanto olhava as esculturas, observei um casal de trinta e poucos anos se beijando. Me deu até vontade de dar um beijo. Acho que a exposição inspirou eles. Também fiquei inspirado, mas não tinha ninguém para beijar.


Dessa vez não vi muitos casais gays. Apenas duas meninas de mãos dadas. Quando fui ao banheiro, não vi nenhuma pegação, apenas dois caras se olhando pelo espelho.

Quando peguei o metrô para ir para a Barra Funda, vi um pai sozinho com seu filho. Tinha um pernão grosso, moreno e peludo. Tentei fotografar, mas não deu!


A volta foi tranquila. No terminal central da minha cidade, tinha dois carinhas bem juntinhos. Eram apenas amigos, mas gostei deles. Tinham as pernas peludas. Gosto de pernas grossas e peludas. Mas se forem peludas, já fico contente. Os pelos dão ar de masculinidade e virilidade.

Beijos nos pés!