terça-feira, 5 de junho de 2012

Tênis preto

Nesse fim de semana o filme que queria ver não estava passando legendado, então resolvi ir para o Shopping Tatuapé.

Peguei o busão e desci no terminal Central. Encontrei com aquele gordinho delicioso que havia visto alguns sábados atrás. O cara era uma fofura. Me aproximei pelo lado esquerdo dele para fotografar suas pernas grossas e peludas. Mas quando avistei seu pezão, estava com uma unha com micose e a sola estava toda descascada. Perdi o tesão na hora. Desisti de fotografar. Lamentei muito, pois tinha uma noção diferente dos pés dele.


Peguei o trem e chegando perto de São Paulo, entrou um carinha de pernas bem grossas e peludas. A imagem não ficou muito boa, porque ele estava meio longe. Não deu para fotografar mais perto porque tinha uma mulher do meu lado. Rezei para ela descer para eu ocupar o lugar dela, e então, daria para tirar uma foto melhor. Mas não teve jeito. De qualquer maneira, o cara era um gato. Tinha cara de macho dos bons. Pena que estava de sapato. Tinha um pezão 42. Devia ser muito bom esfregar naqueles pés e naquelas pernas peludas.


Desci e peguei o metrô para o Tatuapé. Corri para entrar no vagão, e um gordinho, muito gentilmente, segurou a porta para eu entrar. Agradeci e aproveitei para conferir o cara. Era um gordinho moreno muito lindo, mas infelizmente estava de calça e sapato. Tinha pés pequenos. Nem me dei o trabalho de fotografar. Se tivesse pelo menos com bermuda!

Chegando lá, vi muitas pernas gostosas. A maioria estava de tênis. Nessa época do ano, poucas pessoas usam chinelos. Enquanto entrava, avistei um carinha saindo com uns amigos. Resolvi dar meia volta e seguir o carinha para fotografar. Estava de bermuda e usava chinelo. Mas estava com os pés bem sujinhos. Gosto de solas macias e bem limpas. E também eram pés pequenos. Então desisti de fotografar o cara.

Comprei coisas para comer e fui até o banheiro lavar a garrafa de água mineral. Enquanto andava, reparei em vários casais gays andando de mãos dadas. Que bom que as pessoas já estão começando a aceitar como somos. Aproveitei para tirar água do joelho.



Enquanto lavava a garrafa, vi pelo espelho, três carinhas. Um era branco, o outro era um negão alto e forte, e o mais novinho era um boyzinho. De repente, o negão começou a olhar para o pau dos carinhas. Então o boyzinho correspondeu. Passou a mão na bunda do negão. Entrou alguém, e o boyzinho ficou na dele.

Depois que a porta se fechou, o boyzinho pegou no pau do negão e começou a bater uma para ele. Nem acreditei no que via. O negão começou a bater uma para o outro cara. Percebi que o boyzinho estava matando cachorro a grito. O negão resolveu ir embora e o boyzinho continuou lá esperando por outro cara.

Já imaginei os carinhas numa cama com os pés se esfregando. Que tesão! Acabei de enxugar as mãos e piquei a mula. Não sei se rolou algo entre os dois que ficaram, só sei que evito usar o mictório. Se não der para usar o vaso sanitário, quando uso o mictório nunca olho para os lados, e sempre cubro meu pau com a beirada da camisa.


Dei um role e aproveitei para ir naquela loja para ver se tinha o meu tênis preto. Chegando lá, nem acreditei quando vi. Tinha uma prateleira com dois pares com o meu número. Deu até para eu escolher. Não é um tênis muito famoso e de marca, mas gostei dele!

Foi amor a primeira vista! Senti atração no momento em que o vi! Difícil eu gostar de alguma coisa. Agradeci a Deus pelo tênis e enfrentei uma fila imensa para pagar. Mas valeu a pena!


Passei por uma livraria para conferir revistas e livros. Quase comprei a segunda temporada do “The Vampire Diaries”. Na próxima eu compro. Adoro o Ian Somerhalder.


Voltei para casa na tranquilidade. Fui a viagem toda em pé.

No domingo, assisti o ultimo episódio do “The Tudors”. Em breve postarei sobre esse seriado.

Beijos nos pés!