terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Casa de Câmbio, Centro, Souvenirs e Pablo Alborán

Hoje meu amigo passou para irmos trocar a bufunfa por pesos chilenos. Pesquisei o que era melhor trazer para Santiago, e me aconselharam um pouco de pesos, um pouco de reais e um pouco de dólares. 

No caminho, passamos em frente ao Museo Bellas Artes que estava em reforma. Adorei essa escultura que fica bem na entrada. Fiquei imaginando quantas coisas maravilhosas que devem ter lá.

Dica do dia:
A melhor opção foi trazer dólares. Me dei bem porque quando comprei os dólares estavam mais baixos. Para quem vier de última hora, o melhor é trazer reais e um pouco de pesos. 

Na rua Agustinas, próxima ao Palacio La Moneda, tem várias casas de câmbio. Essa casa era a que pagava melhor no dia que fui trocar a grana.

Descobri que na Estação Central tem uma casa de câmbio que também paga bem!
Alguns brasileiros que conheci trouxeram dólares, travelers cheques, cartão de crédito internacional ou até mesmo reais. Mas todos saíram perdendo de alguma maneira, seja por pagar taxas ou por causa da cotação do dia. 

Acho que ter comprado os dólares com antecedência e com preços mais baixos, me deu um pouco mais de vantagem em cima das outras opções.
Depois de trocar o dindin e comer alguma coisa, fomos andar pelo centro e imediações para fazer as compras de souvenirs.

De todas as minhas andanças, descobri uma diferença muito grande de preços. 
As camisetas do Chile podem variar de preços, entre $ 4.000 e $ 8.000 CLP. O melhor lugar para comprar as camisetas foi em um centro comercial ao lado da Estação Central. Lá também tem lojas que vendem chaveiros por atacado de $ 400 e $ 500, que em outros lugares custam entre $ 1.000 e $ 1.500 CLP.

Perto do Cerro Santa Lucia tem uma feira de artesanatos que possuem roupas de lã a $ 10.000 CLP. Lá os souvenirs também saem bem baratos.
Na entrada do Cerro San Cristóbal, em direção ao Zoológico, também tem muitas roupas típicas chilenas baratas. Blusas, casacos e toucas chilenas por preços camaradas.

No caminho de casa, passamos em uma loja de CDs. O quarentão estava afim de comprar algum CD Gospel Latino. Logo que entrei, percebi que alguém cantava em uma TV que ficava na parte de cima do balcão. Gostei muito da voz e da melodia. 

Olhei e fiquei encantado com o cantor que se chama Pablo Alborán. Passava um DVD que ele fez ao vivo. Não comprei porque estava com a grana contada e acabei deixando para comprar no último dia, isso, se sobrasse dinheiro. Foi amor à primeira vista. kkkk

Durante o show ele levantava a camisa e mostrava a barriga tanquinho.

Depois de muito andarmos pelo centro e imediações, voltamos para casa com os pés cansados, mas ainda estava com cheiro do creme que tinha passado após o banho. 

Amanhã conto mais dicas para quem for a Santiago.

Dedico o post de hoje a este espanhol chamado Pablo Alborán.

Beijos nos pés!


Pés do Pablo Alborán