quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Lambendo um sorvete

Estava no terminal de ônibus. De repente dois carinhas sentaram ao meu lado. Estavam chupando sorvete. O que estava mais próximo de mim, estava com aliança de compromisso. Chupava o sorvete com tanta sensualidade. Colocava sua língua rosada que parecia tão macia para fora da boca. 

Passava no sorvete enquanto girava a casquinha. O outro carinha mordia e às vezes passava a língua de baixo para cima.
Mas gostei mesmo foi do carinha que girava a casquinha. Comecei a imaginar ele chupando meu pau. Não gosto de fazer sexo oral. Tenho muito medo de contrair uma doença. 

O câncer de garganta aumenta a cada dia por causa de doenças provocadas pelo beijo e pelo sexo oral. Então evito. Apesar que não gosto mesmo. É questão de escolha.

Prefiro ser chupado. Imaginei aquele carinha chupando o meu pau. Fiquei de pau duro na hora. Tirei a mochila das costas e coloquei em cima do meu colo para esconder minha ereção. 

Nenhum dos dois percebeu a minha presença, enquanto eu olhava eles. Fui muito discreto.

Teve uma hora que abaixei a cabeça e olhei para o pezão dos caras. Cada um tinha o pé maior que o outro.

Fiquei imaginando uma festinha com aqueles pés. Que vontade de fazer uma festinha de pés. O carinha do meu lado calçava um Nike preto. Devia ser 42 no mínimo. O outro, estava com um Adidas azul marinho e devia calçar uns 43. Queria ter tirado aqueles tênis e dado uma esfregada naqueles pezões. 

A última esfregada foi a do pezão do meu ex namorado. Estou sentindo falta de uma brincadeira com os pés.

Quando os caras terminaram de chupar o sorvete, levantaram e foram para o lugar onde o ônibus deles estacionava. 

Com dois minutos, o ônibus deles chegou e foram embora. De vez em quando pego ônibus naquele terminal e na mesma hora.

Espero um dia encontrar novamente com eles!

Alguém aí já participou de uma festinha com pés?

Beijos nos pés!