quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Domingão no La Boca

19 de Janeiro
Depois de um dia cheio de emoções, acordei no domingo ainda cansado. Mesmo assim quis aproveitar o último domingo que iria passar ali. 

Então depois de tomar banho e comer alguma coisa, me mandei para o bairro de La Boca. Tomei o metrô e desci na estação Constitución e fui a pé até o La Boca.

Diferente da outra vez, nesse dia tudo estava aberto. Parecia tudo iluminado. 
Passei por ruas, lojas e galerias com muitas coisas bonitas e coloridas.

Entrei no Museo de La Pasión Boquense, mas não fiz a visita guiada por que não tinha mais dinheiro. Em compensação, comprei uma camiseta do Boca Juniors lindíssima.

Depois, finalmente consegui ir ao Museo Histórico de Cera. Não tinha tanto glamour como o Museu Madame Tussauds de Londres, mas adorei assim mesmo.

Passei da Fundación Proa, mas não consegui entrar, pois a fila dava voltas no quarteirão. Vai ficar para a próxima.
Assisti a vários shows de Tango que tinha nos restaurantes e ruas de La Boca. 

Gostei mesmo foi de todas as esculturas e obras de artes que tinham nas ruas.
Enquanto tirava uma foto de uma escultura, dois argentinos puxaram conversa. 

Um deles perguntou se eu era chileno. Disse que era do Brasil. O outro me ofereceu um baseado, e eu disse que não. Ele deu risada. Acho que me achou muito careta.

Depois de um dia magnífico, voltei para o hostel e dei de cara com o quarteto de chilenos. Foi aí que percebi a semelhança que tinha com eles. Eles eram magros, baixinhos, morenos, mas tinham o cabelo liso. 

Falavam um pouco mais rápidos que os argentinos. Outro dia falarei mais sobre eles.
Fui direto tomar banho e depois desci para jantar minhas frutas. Depois voltei para o meu quarto, e logo em seguida, começou a chover. 

Quase fui para o terraço tomar banho de chuva. Agradeci a Deus e depois fui assisti a algum filme dublado em Espanhol. Depois de várias semanas convivendo com o idioma, tinha muita facilidade em assimilar as palavras ditas por eles. 

Mas ainda tinha dificuldade em falar o espanhol. Falava em portunhol ou alguma coisa em inglês. Relutava para não falar portunhol, mas às vezes não tinha jeito.

Depois do filme acabei indo dormir.

Amanhã conto sobre o meu último dia pelo centro e a minha ida ao cinema.

Beijos nos pés!


Complejo Pedro Pompilio
e La Bombonera


Club Atlético Boca Juniors


Quadra esportiva e ruas de La Boca


Ruas com belas obras de artes


Bonecos maravilhosos


Esculturas na parede, esculturas e árvores coloridas



Esculturas, ruas e Messi


Esculturas e Praça no bairro de La Boca


Museo Histórico de Cera