terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Museu Nacional de Belas Artes

10 de Janeiro
Acordei, tomei banho e sai para almoçar. Depois fui para o bairro de Recoleta. Passei pelo cemitério, mas deixei para ir em outro dia. Fui até o Museu Nacional de Belas Artes. Muitas obras de artes maravilhosas. 

O que mais gostei foi a escultura de mármore O Beijo, do artista realista Auguste Rodin. Na obra, o escultor francês inspirou-se nos delírios amorosos vividos com Camille Claudel.

Adorei os muitíssimos quadros, mas sempre tive queda por esculturas. No nono ano tive verdadeira paixão por esculturas. Pensei até em me tornar um escultor. Adorava quando tinha excursões para o MAM ou outro museu de São Paulo.

Como estava de mochila, tive que deixar minhas coisas na chapelaria. Em uma parte da exposição, pediram para deixar uma contribuição. Como estava sem a carteira, deixei a contribuição na hora da saída. 

Um museu belíssimo como aquele não podia ficar sem nenhuma contribuição. Na saída, percebi que faltou passar por umas salas, mas como já estava com a mochila, acabei indo embora.

Desci a rua e fui até a Praça das Nações Unidas. Lá tinha uma escultura metálica em forma de flor chamada Escultura de La Rosa. É feita de aço inoxidável com esqueleto de alumínio. Pesa dezoito toneladas e atinge 23 metros de altura. A flor tem um sistema elétrico que abre e fecha automaticamente as pétalas, dependendo da hora do dia.

Depois fui até o Palais de Glace. É um centro de exposições com obras de artes modernas. Enquanto olhava a exposição, vi uma fila se formando. Entrei para ver o que era. Ia ter uma sessão de cinema chinês. 

Então deixei a exposição para outro dia e entrei na sala de cinema. O filme se chamava Área de Seguridad Conjunta. O áudio do filme estava em chinês e inglês. 

As legendas estavam em espanhol, mas deu para entender bem o filme. Adorei o filme. Tinha um coreano com um baita vozeirão. Ele se chama Lee Byung-hun

Quase fiquei apaixonado pelo chinês. 
A atriz coreana que também deu um show de interpretação se chama Lee Young-ae

O filme foi um drama, mas com pitadas de comédia. 

Os atores estavam perfeitos. 

A maioria das pessoas que estavam lá eram idosos, casais ou pessoas intelectuais. 

No fim da apresentação, quase todos bateram palmas para a película.


Quando saí passava das nove. Fui andando até o hostel e aproveitando a noite agradável que estava fazendo. 

Cheguei em casa e fui tomar banho. Depois comi minhas frutas e fui ver as notícias do dia no Diario Medianoche até o sono chegar.
Amanhã conto da missa que assisti e da sessão de cinema.
Dedico o post de hoje a todos os coreanos.

Beijos nos pés!

Museu Nacional de Belas Artes


Obras de artes


Quadros e outras obras de artes


Amo esculturas de mármore ou bronze


Mais esculturas


Esculturas


Terraço com esculturas e
esculturas na biblioteca


Faculdade de Direito e 
Praça Intendente Alvear