domingo, 22 de julho de 2012

Comentário sobre algumas fotos


No dia da maratona, fiquei embaixo dos telhados dos quiosques. Teve uma hora que passou um cara com um pernão e foi fotografar as esculturas na areia. Aproveitei a oportunidade para fotografar as esculturas, e enquanto ele fotografava em cima do banco, tirei uma bela foto dos seus pezinhos.


No primeiro dia, sai com a moça do primeiro Hostel para fazer compras em um mercado próximo de onde estávamos. Enquanto andávamos pelas ruas, notei muitas pernas e pés bonitos. Enquanto estávamos no mercado, avistei um trintão de pernas peludas. Não resisti e fui atrás para fotografar. A foto não saiu muito boa, mas garanto que os pés eram lindos.

Em outro determinado momento, enquanto procurava um lugar para almoçar, avistei três carinhas indo em direção a uma lanchonete. Segui os caras e tirei uma foto deles perto do balcão. Pena que um deles saiu. Acho que foi ao banheiro.


Na saída de um shopping, passei por um barzinho onde estavam dois carinhas de chinelos. Tinham pernas bem bonitas. Dei uma boa disfarçada e cliquei os pezões. Estavam bem distraídos e não ouviram o barulho do click na hora da foto.


Nesse mesmo bar, que parecia mais uma lanchonete, tinha outra entrada. Quando passei, avistei alguns carinhas de pernas de fora. Um estava descalço e o outro de tênis. O que não falta são pés amostras.

Logo depois que fotografei, chegou outro carinha de chinelo. Aí tive que tirar outra foto deles. Além de bonito, o cara tinha um pernão grosso e peludo. Seu pezão parecia ser bem macio. A sola estava pronta para dar uma boa esfregada de pés.

No dia do Campeonato de Futebol Americano na Areia, tirei uma foto de um ciclista que ficou um bom tempo parado do meu lado, olhando os carinhas jogarem. Acho que o cara também jogava no meu time. Depois de um tempo, um quarentão se aproximou dele e ficaram conversando. Eu como nunca tomo a iniciativa mesmo, fiquei só escutando os caras conversarem. O ciclista tinha uns trinta anos. Tinha um belo cavanhaque ruivo. Suas pernas eram bem grossas e peludas. Tinha antebraços também grossos e com pelos dourados. Suas mãos eram bem bonitas. As unhas estavam bem cortadas e limpas. Pena que ele estava de tênis. Devia ter um pezão delicioso.

No dia que fui para a Praia do Flamengo, passou um carinha fazendo caminhada. Andei por um bom tempo com ele andando na minha frente. Tinha pernas peludas, mas não eram tão grossas assim. Mas dava um bom caldo. O que mais me chamou a atenção, foi seus pezões brancos e rosados. Depois de um bom tempo andando pelo mesmo percurso que eu, ele desviou o caminho e eu segui em frente.

Infelizmente não consegui tirar muitas fotos de pés e pernas. Nem sempre dava para tirar. Mas vou guardar na memória os muitos pés deliciosos e macios que vi durante minhas caminhadas.

Beijos nos pés!