quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Montador do guarda roupa

Era um belo sábado de manhã e tive que esperar pelo montador. Comprei um guarda roupa e a pior parte era a da montagem. Tive que esperar quase duas semanas, mas valeu a pena. 

O montador ligou antes para confirmar a montagem para as oito horas. Chegou no horário combinado! Quando tocou a campainha já sabia que era ele. Só não imaginava que o cara era tão bonito. 

Era branco bronzeado, cabelos castanhos claros, tinha pelo em todo o corpo, era bem másculo. Cara e corpo de macho! Veio com outro rapaz, mas nem prestei atenção no outro. Quando se dirigiu ao quarto, pediu permissão para tirar o sapato. 

Eu mais do que nunca, autorizei. Estava um dia quente e depois de alguns minutos, acho que ele observou que só tinha eu na casa, perguntou se podia tirar a camisa. Disse que sim. O cara me deixou muito excitado. Tive que sair do recinto para não gozar. Seu peito de macho era musculoso com pelos dourados. 

Tinha um bíceps de dar inveja ao Popeye. Seus pés calçavam 42, do jeito que gosto. Eram brancos, sem pelos, sola bem rosada e aparentava ser bem macia. Teve uma hora que ele me chamou para emprestar uma ferramenta e estava abaixado. Seus pés estavam virados para trás e dava para ver bem a sola. 

Deu uma vontade louca de roçar meu pezinho no dele. Só não fiz porque tinha o outro cara lá de olho o tempo todo. Reparei que o montador não usava aliança. Fiquei mais animado!

O guarda roupa era grande e demorou um pouco para ser montado. Depois de umas duas horas de muita tentação, o carinha me chamou para ver se estava tudo ok! 

Enquanto abria as portas e as gavetas, me aproximei dele e ele começou a roçar seu peito peludo em minhas costas. As vezes roçava em meus ombros. Disfarcei o máximo que pude. 

Estava de chinelo então aproveitei e dei uma encostada em seus pés. Quando minha pele sentiu o calor de sua pele, fiquei de pau duro. Tive que colocar a mão para ninguém perceber nada. Apressei a vistoria, e disse que estava tudo beleza. 

Então sentei na janela e coloquei a mão em cima de meu volume, enquanto o cara guardava as ferramentas e conversava comigo. Acho que o ajudante dele percebeu o volume do meu calção. 

Teve uma hora que deu uma risadinha e disfarçou. Fiz de conta que não tinha entendido nada! Ofereci um copo de água e me despedi deles. Enquanto o cara descia as escadas, reparei que ele também tinha uma bunda gostosinha!

Beijos nos pés!