quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Pé de anjo

Hoje saí meio atrasado para o trabalho e com isso perdi a carona com um colega gato. O cara é baixinho, bem branco, olhos amendoados, às vezes seus olhos ficam esverdeados. 

Tem umas mãos pequenas, porém, macias. Seus cabelos são lisos e castanhos. Tem umas perninhas grossas e pelos espalhados por todo o corpo. Peitos, braços, pernas e pés. Seus pés são pequenos, parecem de anjo. Tem uma pele branca e uma sola bem rosada. Parecem ser bem macios e quentinhos.

Chegando na empresa, fui para meu departamento. Na hora do intervalo da manhã, nos reunimos no refeitório. Quando entrei no refeitório, o pé de anjo já estava lá. Sentei próximo dele. 

De repente, ele se levantou e ficou ao meu lado e começou a tirar o agasalho. Deu para sentir aquele cheiro de macho. Fico maluco quando esse cara faz isso! Depois que se despiu, parou próximo de mim e puxou conversa fiada.

Enquanto conversava comigo, reparei no seu lindo pezinho. Estava com um tênis de skatista preto, de marca. Como já vi aqueles pés, fiquei imaginando aqueles pezinhos delicados esquentando os meus. Principalmente porque estava uma manhã muito fria!

De repente, ele se pôs em minha frente, enquanto eu estava sentado, e se espreguiçou. Quando levantou os braços, sua camiseta levantou e deu para ver a cueca e o cofrinho. Tem uma bundinha bem branca. Com certeza deve ser peluda, mas é tão bonita! 

Quando abaixou o braço, o maledeto deu uma balançada na calça ficando a bunda mais saliente. A tentação foi grande demais. Fiquei com medo de ter uma ereção e saí de perto dele.  Já estava quase gozando e então resolvi ir para o outro canto do refeitório. 

Sentei em um lugar escondido para não ter que ficar vendo-o. Mas ele sentou em outro lugar que dava para me ver. 

De vez em quando, percebia que o cara me olhava. Eu puxei conversa com um colega e parei de olhá-lo. Quando acabou o intervalo, subi depressa para o meu departamento. Depois disso, não o vi mais.

Beijos nos pés!