terça-feira, 4 de outubro de 2011

A sauna da academia

No terceiro dia de academia, fecharam o vestiário que ficava mais vazio. Então tive que ir para o outro que ficava bastante gente. Por um lado foi bom, porque deu para ver mais corpos bonitos e também pude conferir onde ficava a sauna. Sempre tive curiosidade, devido as muitas histórias que ouvia falar. Não sei se eram boatos mas...

Resolvi então dar uma conferida no recinto. Quando entrei, estava ainda quente. Eles abriam em determinado horário. Nunca dava para eu conferir de perto, porque quando chegava, já tinha terminado. Eles ligavam os aparelhos de aquecimento em determinado momento do dia, e quem quisesse usar, tinha que vir no horário marcado.

Nesse dia que fui visitá-la, mesmo estando sem gente, olhei-a de cima abaixo. Tinham bancos para as pessoas sentarem, o piso era antiderrapante. Não demorei muito porque já não estava funcionando e tinha receio que alguém me visse lá e pensasse sei lá o quê. 

O pouco tempo que passei lá, fiquei imaginando coisas. Homens másculos só de cueca, sunga ou sabe Deus, nu. Acho que os caras se enrolavam numa toalha. Tive um amigo que foi numa sauna com o tio e disse que os homens se enrolavam numa toalha. De qualquer maneira, devia ser um tesão total. Ver um monte de pernas e pezões. Saí de lá sem ninguém me ver.

Um certo dia, cheguei um pouco mais cedo e vi um carinha falando para um outro que iria tomar uma sauna e insistiu para ele ficar. O cara se mandou e ele foi sozinho. Devia ter mais gente lá. Quase morri de tanta curiosidade. Nessa época ainda era virgem. 

Tive muita vontade de entrar, mas como era magrinho, achei que iria forçar a barra. Ia parecer que estava matando cachorro a grito. Então contive meus hormônios e não fui. Podia ter pelo menos ido só olhar! Mas tudo bem!

Amanhã tem mais!

Beijos nos pés!