segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Malhando na academia

Todos sabem dos benefícios de se fazer atividades físicas. A musculação é de importância fundamental para fortalecer músculos e ossos. Por isso, quando atingi a maioridade, resolvi fazer musculação.

Morava perto do centro, então escolhi uma academia perto de casa. Voltava do trabalho as seis e ia direto para a academia. Sempre passava em algum lugar para comprar um lanchinho. Saco vazio não para em pé.

Essa academia era dividida em blocos. Tinha a ala feminina que ficava no térreo, era tudo novo, para dar bom aspecto. A nossa ala ficava no subsolo. Os aparelhos eram mais antigos. Mas dava para praticar tudo o que queria.

No primeiro dia fiz um exame de rotina. Depois fui encaminhado para um professor. Ele era meio impaciente. Um coroa de barba e cavanhaque. Era bem bonitão. Tinha muitas tatuagens. Pena que era hétero! Eu acho! Fiz bastante atividade e depois ele me dispensou.

No outro dia estava quebrado. Só fui aparecer no dia seguinte. Sempre fazia as segundas, quartas e sextas. No segundo dia, entrei e fui direto para o vestiário. Eram dois. Um estava cheio, então fui para o mais vazio. Só tinha um carinha. Enquanto trocava de roupa, aproveitei para tomar o meu lanchinho que tinha comprado. Sentei um pouco em um banco e fiquei comendo. Quando menos esperei, tocou o celular do cara. Ele estava no banho. Resolveu vir atender, mas viu que tinha gente e se enrolou numa toalha. Reparei em suas pernas grossas, peludas e bem branquinhas. Tinha uns pés 42. A sola além de rosada, parecia ser bem macia.

A partir daí, tinha certeza que tinha sido a melhor coisa que tinha feito. Não só para meu corpo, mas como para minha mente. Amanhã conto mais!

Beijos nos pés!